O Google continua a pressionar por uma web totalmente segura.

O Chrome  versão 68 ficou disponível para download no final de julho de 2018. Talvez o novo recurso mais notável nesta atualização do navegador seja a óbvia mensagem “Não seguro” na frente de qualquer URL de site não seguro.

No passado, um “i” informativo aparecia ao lado da URL e os usuários precisavam passar o mouse sobre ele para descobrir se a página em que estavam navegando erá segura não. Agora, o Chrome está facilitando para os usuários reconhecer sites não seguros.

Essa atualização deve ser uma grande desvantagem para os proprietários de sites não seguros, mesmo que os usuários não façam transações ou insiram informações particulares em seu site. Ver uma mensagem “Não seguro” provavelmente aumentará as taxas de rejeição de sites não seguros, o que afetará o tráfego, as conversões e outras métricas de engajamento do site.

A história a fundo sobre HTTP para HTTPS

O que significa HTTPS, afinal? A adição desse pequeno “s” significa que o site possui um certificado SSL. SSL significa Secure Sockets Layer, que é um processo que criptografa dados ao ser transferido para um servidor.

Quando os dados são enviados para um site seguro, os dados passam por um certificado SSL que protege os dados. Como cada vez mais usuários estão inserindo pagamentos e outras informações privadas em uma grande variedade de sites, é muito importante que os sites protejam os dados dos usuários.

Naturalmente, essa ênfase em sites seguros não é nova. O Google vem promovendo a importância de sites HTTPS há muito tempo. O Chrome começou a exibir a mensagem “Não seguro” em alguns sites em janeiro de 2017 .

De acordo com o Blog do Google, essa transformação para HTTPS foi bem-sucedida. Esta postagem informa que mais de 68% do tráfego do Chrome no Android e no Windows é segura e que mais de 78% do tráfego do Chrome no Chrome OS e no Mac é segura. Além disso, 81 dos 100 principais sites são HTTPS.

O que sua empresa pode fazer agora?

Se você ainda tem um site “não seguro”, não é tarde demais! Primeiro, você precisa comprar um certificado SSL. Nem todos os certificados SSL são criados com as mesmas funções; Se você não tiver certeza do tipo de certificado SSL que seu site precisa, fale com um especialista.

Depois de ter um certificado SSL, é hora de configurar redirecionamentos 301 e atualizar seu robots.txt. Isso provavelmente levará um pouco de tempo, mas é um investimento que vale a pena. O Google continuará a recompensar sites HTTPS e penalizar sites HTTP.