Você está enviando alguns boletins por e-mail há algum tempo. E parecem que está tudo indo muito bem. Por que você precisaria mudar alguma coisa? E-mail marketing é uma daquelas áreas que nunca dedicamos tempo suficiente. É sempre deixado para depois. Uma coisa rápida, quando nos lembramos de que não enviamos nada para ninguém por algum tempo.

Mas tudo isso está prestes a mudar. Se você tem pensado que poderia fazer um melhor uso de seu e-mail Marketing, as dicas a seguir aumentarão seus esforços e darão mais retorno. Ou seja, mais aberturas, mais cliques e mais clientes em potencial. Impressionante.

1. Escreva Super Assuntos

Você realmente pode fazer toda a diferença se olhar mais de perto o que escreve em seus assuntos. É a primeira e única chance de motivar as pessoas a lerem seu email. Não basta escrever “últimas notícias sobre nossa empresa ou sobre mim”. Considere os motivos pelos quais seu público-alvo pode ser incentivado a clicar em “abrir” em primeiro lugar.

De acordo com o Advanced Marketing Institute, “atingir seus clientes de maneira profunda e emocional é a chave para a redação bem-sucedida de seus direitos autorais, e seu título é inquestionavelmente a copy mais importante que você deve usar para alcançar clientes em potenciais”.

Como você sabe se está atingindo uma boa marca? Esta ferramenta gratuita irá analisar o seu título para determinar a pontuação EMV (Valor de Marketing Emocional). Quanto maior a pontuação, melhor. Além da pontuação EMV, você descobrirá qual emoção seus clientes mais sentirão:

  • Intelectual: palavras que são especialmente eficazes quando oferecem produtos e serviços que exigem raciocínio ou avaliação cuidadosa.
  • Empático: palavras que ressoam com impacto empático, muitas vezes trazem reações emocionais positivas profundas e fortes nas pessoas.
  • Espiritual: Palavras que têm o mais forte potencial de influência e muitas vezes apelam para as pessoas em um nível emocional muito profundo.

Mas não se trata apenas de entrar em emoções. Você tem que tratar seu “assunto” como se fosse uma manchete em um jornal. O que faria as pessoas clicarem para saber mais? BuzzFeed ou Bored Panda são ótimos exemplos de ter títulos atraentes. Eles podem escrever até 30 versões diferentes e testá-las para ver qual funciona melhor. É realmente um trabalho bem cuidadoso e as vezes demorado.

No livro Do/Open de David Hieatt : Como um simples boletim de email pode transformar o seu negócio , existem várias formas de dar uma “perspicácia” ao assunto:

  • você pode fazer uma promessa emocional
  • criar uma lacuna de curiosidade – “uma necessidade de saber o que leva as pessoas a clicarem”
  • use palavras relevantes relacionadas ao cliente desejado
  • incluir o nome da marca – as pessoas vão querer saber quem está falando com elas
  • ser positivo e cheio de sol, ao invés de desgraça e melancolia
  • faça uma pergunta convincente
  • dê um pouco de urgência
  • oferecer dicas e instruções ou listas!

Além da ferramenta EMV , o Mailchimp tem ferramentas de teste para ajudá-lo a refinar seus assunto, bem como realizar testes A/B para revelar como “pequenas diferenças afetam o desempenho”.

“Faça simples. Torne memorável. Encante o olhar. Torne divertido ler.” Leo Burnett

2. Tenha o Design Certo

Ao projetar campanhas de email, a regra geral é que você deve se concentrar em sua mensagem e manter o design simples.

No Guia de campo de marketing por e-mail da Mailchimp, eles sugerem que você elabore todos os elementos da sua campanha em uma hierarquia, colocando suas informações mais importantes ou o principal no topo para que as pessoas possam verificar rapidamente seu e-mail se estiverem com pouco tempo ” Isso faz todo o sentido quando você considera como consumimos conteúdo nos dias de hoje – podemos não rolar a página porque temos muito pouco tempo. Então coloque as coisas importantes no topo.

A legibilidade é a próxima dica de design importante: você deseja que seus e-mails sejam tão fáceis de ler quanto possível, não ter medo de espaço em branco, dividindo o conteúdo em seções, escolhendo fontes legíveis no intervalo de 14 a 16px e adicionando um apelo à ação claro. O Mailchimp’s Email Design Guide é altamente recomendado e oferece algumas dicas fantásticas.

Você também deve considerar o uso de dispositivos móveis e como seus boletins eletrônicos serão exibidos em uma tela menor. Os e-mails da Mailchimp são agradecidamente responsivos, e você pode ter algum controle sobre o design de dispositivos móveis em seus modelos.

Por fim, confira a ferramenta Really Good Emails – um recurso on-line super útil, no qual você pode pesquisar excelentes designs de newsletters por diferentes categorias.

3. Preste muita atenção em seu estilo de escrita

Você gosta de escrever boletins informativos (newsletter) ? Você acha que sua copy reflete você e sua marca? É pessoal? Será que vai se conectar emocionalmente com o seu público? Porque um dos maiores erros que cometemos com o nosso email marketing é que entramos no modo “drone” e escrevemos uma copy que é cansativa e chata.

Isso é feito facilmente. Escrever pode ser um trabalho árduo. Você quer impressionar, mas permanecer humilde. Você quer ser amigável, mas que fique profissional. Você quer se conectar com as pessoas, mas evitar ser fofo.

Se isso soa familiar, e você está lutando para escrever uma ótima copy, então simplesmente escreva como você fala . É simples assim. Este conselho irá transformar a maneira como você cria conteúdo para sempre.

  • Não pense demais: lutando para encontrar sua voz falada autêntica? Primeiro de tudo, relaxe. Livre-se das inseguranças e pare de pensar demais. Seja você mesmo. Jogue fora o livro de regras e comece a escrever. Permita que as palavras saiam naturalmente. Concentre-se apenas em cobrir o que você quer dizer, e você pode voltar e editar mais tarde.
  • Imagine que você está em um pub com um velho amigo: como você poderia falar sobre sua empresa ou sobre as últimas novidades? Você não usaria frases longas ou estruturas gramaticais complexas. Você seria curto, forte e alegre. Você não teria medo de paragens completas.
  • Seja pessoal: não fale sobre sua comunidade ou inscritos, escreva como se você estivesse enviando apenas um e-mail por pessoa. E jogue a palavra “você” sempre que possível – ela envolverá seu leitor e fará com que ele se sinta especial.
  • Sorria enquanto você digita: Pode parecer ridículo, mas se você sorrir enquanto escreve, você terá uma copy vibrante e positiva. E como a positividade é algo que agrada profundamente a todos, você estará escrevendo uma copy que fará os outros sorrirem também.
  • Grave: ainda não consegue escrever como você fala? Grave-se e ouça depois. Você notará que é mais descontraído e relaxado. Comece a digitar o que você está dizendo e você logo entrará no fluxo. Não tenha medo de usar uma pequena gíria – essa não é a hora de ser formal.
  • Leia sua copy em voz alta: antes de clicar em “publicar”, leia sua copy para você ou para outra pessoa. Existe alguma coisa que pareça estranha? Alguma palavra que você tropeça? Você poderá fazer alguns ajustes finais para transformar sua cópia em algo que as pessoas gostarão de ler.

4. Seja experiente na segmentação

As campanhas segmentadas apresentam um aumento médio de 14,99% na taxa de cliques em relação às não segmentadas. Se você nunca dividiu sua lista de e-mails em grupos mais segmentados, então agora é a hora de fazê-lo.

A segmentação facilita o envio de conteúdo às pessoas com as quais se preocupam, de acordo com a Mailchimp. O que significa que você tem uma chance melhor de captar a atenção deles e convertê-los em clientes pagantes.

Por exemplo, talvez você queira enviar um convite de evento específico para assinantes apenas de São Paulo. Ou você pode enviar um e-mail para seus assinantes mais engajados sobre ofertas especiais ou descontos.

Tranquilamente, o Mailchimp tem segmentos pré-construídos para ajudá-lo a direcionar rapidamente aqueles que compartilham um traço ou comportamento em particular. Quer sejam novos assinantes, ativos, inativos, homens, mulheres, clientes recentes – não há limites para as listas segmentadas que você pode criar.

5. Teste sua campanha de novo e de novo

Quando se trata de boletins informativos, não há literalmente nada que você não possa testar. Se você está pensando em qual é a melhor hora e dia para enviar suas campanhas ou se está interessado em ver quais assuntos atraem as maiores taxas de abertura – não há limites.

Para entender onde você pode fazer melhorias, descubra o poder do teste A/B. Você pode testar diferentes títulos de assunto de e-mail para ver qual recebe o maior envolvimento. Você pode desativar suas campanhas em dias diferentes e ver qual apresenta melhor desempenho. Você pode ver se os inscritos têm mais chances de clicar em um botão “leia mais” do que em um título clicável. Você pode até ver se os gifs atraem mais envolvimento do que as imagens.

Mailchimp oferece testes A/B para ajudá-lo a melhorar o desempenho. Você pode criar até três variações em cada teste, usando conteúdo diferente, tempos de envio e muito mais.

Seja qual for a plataforma de e-mail marketing que você usa, teste somente uma coisa por vez, para que você possa realmente ver o que está e o que não está funcionando. Testar suas campanhas e melhorar seus boletins informativos será, sem dúvida, parte de seus esforços contínuos de marketing.